Silvia/Female/26-30. Lives in Portugal/Espinho, speaks Portuguese and English. Spends 20% of daytime online. And likes cinema/mergulho.

 
Archives
<< current













 
Today I feel The current mood of s_s_s_s@iol.pt at www.imood.com





What Kind of Fruit Are You?
brought to you by Quizilla

find your element






Brown Eyes

What Color Eyes Should You Have?
brought to you by Quizilla














< DIÁRIOS >

No Céu e no Mar...that's me!!!
 
sexta-feira, novembro 07, 2003  
"Suave corre a água onde a corrente é profunda" - William Shakespeare
8:00 da tarde

quarta-feira, julho 02, 2003  
Estrelas sao anjos

Cai a noite em céu aberto,
de nuvéns poucas e raras.
Algumas estrelas piscando no firmamento
induzem à espera da seara.

Vai chegando uma estrela e outra mais
e de repente, a lua cheia
semeia seus raios sobre as casas,
sobre as ruas e quintais.
Estrelas agora aparecem em série
enchendo de luzes o anoitecer.

Quando vejo as estrelas num céu assim
penso em anjos guardando crianças
da chuva, da bruma, das intempéries.
Estrelas, a meu ver,
sao janelas abertas descortinando o viver,
sao anjos com outros nomes
- raios de esperança sem fim
que Deus empresta aos homens.

Maria Esther Torinho

12:14 da manhã

terça-feira, maio 13, 2003  

O URSINHO E A ESTRELINHA

Era uma vez um ursinho triste, ele vivia sozinho numa floresta distante, seu maior divertimento era ficar a noite olhando e contando as estrelas no céu. E ele chorava muito porque foi dando nomes a todas as estrelinhas e elas pareciam t?o longe que era imposs?vel toc?-las. O tempo foi passando e cada vez mais o ursinho ficava mais triste pela distância dele e suas amiguinhas
l? do céu.

Vendo o sofrimento do ursinho uma fada resolveu ajudar e numa noite linda em que todas as estrelas estavam brilhantes no céu ela disse ao ursinho para escolher uma entre todas as estrelas para que ela pudesse trazê-la até na terra e assim foi feito.

O ursinho olhou, olhou, e resolveu escolher uma estrela brilhante, aquela que brilhava mais intensamente l? no céu e que ele tinha dado o nome de Amor.

A fada balançou a sua varinha e num instante l? estava a sua estrelinha, ali do seu lado, brilhante e ele n?o resistindo agarrou-a num forte abraço e assim ficaram por muito tempo.

Passado alguns dias a fada voltou e viu novamente o ursinho triste ao lado da estrelinha que agora também estava muito triste, ambos admirando a beleza do céu...

O ursinho ent?o disse a fada que a estrelinha estava aos poucos se apagando, porque o seu brilho dependia do brilho das outras estrelinhas e o céu estava mais triste porque perdeu um pouquinho do seu brilho.

A estrelinha sentia saudades de suas amigas l? do céu e cada l?grima que rolava, apagava um pouco mais seu brilho.

Apesar de tudo o ursinho relutava em deixar a estrelinha partir porque ficaria de novo sozinho, mas ao ver tanto sofrimento disse a fada:

- Pode mand?-la de novo para o céu, de que adianta ter uma estrelinha ao meu lado se ela n?o esta feliz, n?o quero ver essa estrelinha morrer.

E assim foi feito, ela voltou para o céu e junto com todas as estrelas formaram um lindo coraç?o no céu em homenagem ao ursinho e logo depois formaram uma palavra que seria o nome de todas as estrelinhas - FELICIDADE.

A partir deste dia o ursinho n?o ficou mais triste, deixou de desejar o imposs?vel e passou a admirar a beleza da floresta em que vivia, dando nomes e amando a tudo o que estava ao seu redor....

E todas as noites podia contar com o brilho da sua estrelinha l? no céu, e nos seus sonhos eles se encontravam e passavam a noite toda juntos.

O nome deste ursinho era ORELHINHA, porque s? ele era capaz de ouvir sua estrelinha.


L?cia Albuquerque

1:16 da manhã

 

" Há três maneiras de se agir sabiamente: pela Meditação - que é a mais nobre, pela Imitação - que é a mais fácil e pela Experiência - que é a mais amarga ". - Confúcio

12:59 da manhã

domingo, maio 04, 2003  
Ainda Há Estrelas No Teu Olhar (II)

Possas tu sempre ser
Um Homem Novo, sem preconceitos,
Possas saber amar,
Ver no espelho os teus próprios defeitos.

Possas tu ter os ombros fortes
Para aguentar o peso da liberdade
E o coração de leão
Para não teres medo de encarar a verdade.

Deixa-as viver, meu irmão...
Fá-las brilhar, meu irmão...
Ainda há estrelas no teu olhar.


Jorge Palma

2:58 da tarde

sábado, abril 26, 2003  

"Um inimigo externo não tem como destruir a nossa tranquilidade de espírito." - Dalai Lama

12:53 da tarde

sexta-feira, abril 04, 2003  

"Somos aquilo que fizemos repetidamente." - Aristóteles

3:10 da tarde

quinta-feira, março 27, 2003  

"Nada garante que no futuro teremos uma vida melhor e mais feliz do que a que vivemos hoje" - Dalai Lama

1:02 da manhã

 
This page is powered by Blogger.
Google

Site Meter